O atacante brasileiro Gabriel Jesus disse que sua transferência do Manchester City para o Arsenal se deveu a divergências com o treinador dos Citizens, o espanhol Pep Guardiola.

“Eu fui muito feliz no Manchester City. Não é que eu estava infeliz lá, mas também tive que aceitar a forma como o time queria que eu jogasse, e isso era algo claro”, disse o atacante, de 25 anos, em uma entrevista com a ESPN Brasil.

“O negócio era a forma que ele entendia o futebol e o que ele queria. Aí vai de você aceitar isso ou não. Se você não aceita, é ‘obrigado’ e vamos embora para outro desafio. Eu aceitei por um momento, mas chegou um momento que falei: ‘Quero outra coisa para mim’. Agradeci, ele entendeu e vamos embora”, acrescentou Jesus.

Dirigido por Mikel Arteta, que já foi assistente técnico de Guardiola no City, o Arsenal pagou 45 milhões de libras pelo brasileiro, que defendeu o time de Manchester por cinco temporadas.

A saída de Gabriel Jesus, também insatisfeito por não ter tempo de jogo suficiente, pareceu ter sido antecipada pelas chegadas do norueguês Erling Haaland e do argentino Julián Álvarez aos Citizens.

Além disso, na entrevista, o atacante afirmou que Guardiola queria que ele jogasse pelos lados do campo, apesar de render melhor como centroavante.

“É diferente aqui no Arsenal. É futebol diferente, são jogadores diferentes, formas diferentes de jogar. Lá no City era diferente. O atacante não pegava tanto na bola, é só você assistir aos jogos para ver”, contou o brasileiro.

“Conversei bastante com o Arteta sobre o modo de jogo, ele me conhece, eu o conheço, entendi o que ele queria de mim. Agora, estou solto em campo, jogando bola com um sorriso no rosto e tentando fazer meu máximo sempre”, acrescentou.

A mudança de clube fez bem para Jesus, pois ele se tornou a referência do ataque dos Gunners com quatro gols em sete jogos pela equipe, líder do Campeonato Inglês.

Embora tenha começado com o pé direito no Arsenal, Gabriel Jesus não foi convocado pelo técnico Tite para os dois últimos amistosos da Seleção Brasileira antes do início da Copa do Mundo de 2022, nas vitórias por 3 a 0 sobre Gana e por 5 a 1 sobre a Tunísia.

O post Gabriel Jesus diz que deixou o City por divergências com Guardiola apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.