Mason Greenwood preso

O atacante Mason Greenwood, do Manchester United, foi liberado, nesta quarta-feira, mas permanece sob controle judicial, depois de ser preso por estupro e agressão sexual.

“Um homem de 20 anos detido (no domingo), suspeito de estupro e de agressão sexual a uma mulher, foi liberado sob controle judicial enquanto a investigação é realizada”, disse a polícia da Grande Manchester (noroeste da Inglaterra), em um comunicado, sem divulgar sua identidade.

Procurada pela AFP, uma porta-voz da polícia confirmou que “o homem foi liberado sob controle judicial” por todos os fatos de que é acusado.

Na Grã-Bretanha, o nome dos suspeitos não é divulgado durante o processo, mas a imprensa britânica identificou esse homem como o jogador do United.

Mason Greenwood foi preso no domingo, acusado de estupro e agressão. Depois, recebeu novas acusações de agressão sexual e ameaças de morte.

A polícia abriu uma investigação, após a publicação de imagens e vídeos nas redes sociais, mostrando uma jovem com o rosto ensanguentado e hematomas pelo corpo. Junto com as imagens, uma mensagem diz: “para todos que querem saber o que Mason Greenwood realmente faz comigo”.

As imagens foram removidas logo depois.

Nas horas que se seguiram às primeiras acusações, Mason Greenwood, considerado um dos talentos emergentes do futebol inglês, foi suspenso, até nova ordem, de treinar e competir por seu clube.

Formado no Manchester United, o jogador fez sua estreia profissional com a camisa dos “Red Devils” em 2019. Em 129 partidas pelo clube, marcou 35 gols. Renovou seu contrato até 2025 pelo menos.

O post Acusado de violência sexual, jogador Mason Greenwood é solto sob controle judicial apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.