Mason Greenwood preso

O atacante do Manchester United, Mason Greenwood, foi preso por suspeita de violência sexual e ameaças de morte para sua ex-namorada. O jogador estava em prisão preventiva desde domingo, mas ele teve a prisão ampliada para investigação e interrogação da polícia.

Harriet Robson divulgou em sua rede social imagens em que são mostrados hematomas e partes de seu corpo sangrando, além de áudios em que o atleta a ameaça de morte. Tudo isso tomou proporções enormes, o que fez a polícia local manter o inglês preso preventivamente.

Desde o ocorrido, alguns de seus companheiros de time pararam de seguir Greenwood nas redes sociais, nomes como Cristiano Ronaldo, Paul Pogba e o brasileiro Alex Telles estão entre eles. O clube, que acompanha a situação de perto, já não relaciona mais o jogador para partidas e treinos até que o caso se encerre, além de ter tirado camisas com o nome dele das lojas oficiais do time.

Outra ação tomada sobre o assunto envolvem os patrocinadores. A Cadbury disse que não colocará o atleta em suas campanhas publicitárias, a Team Viewer disse que acompanha a investigação, mas tudo indica que fará o mesmo da outra empresa.

O jogo de videogame Fifa retirou sua carta dos modos online. A Nike suspendeu seu contrato com Greenwood assim que ele foi preso no dia 30. “Estamos profundamente preocupados com as alegações perturbadoras e continuaremos monitorando de perto a situação”, disse a marca.

As investigações devem prosseguir e o jogador será interrogado até amanhã. “Os detetives receberam um tempo adicional para falar com o homem de 20 anos que foi preso por suspeita de estupro e agressão a uma mulher. Ele continua sendo interrogado depois que os magistrados autorizaram uma prorrogação até amanhã (quarta-feira, 2 de fevereiro)”, disse a polícia em um comunicado

O post Mason Greenwood é preso por suspeita de violência sexual apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.