O Corinthians não tem dúvida de que tanto Cavani quanto Suárez são jogadores que vão gerar muita confiança e empolgação, tanto dentro quanto fora de campo, caso sejam contratados. Mas, o clube tem uma prioridade.

O Timão trata Edinson Cavani como seu alvo principal no mercado para a temporada 2022.

Há um sentimento grande de ansiedade entre os dirigentes corintianos para uma sinalização do uruguaio que está no Manchester United, da Inglaterra.

Cavani precisa conseguir sua rescisão do clube inglês, com quem tem contrato até junho. Além disso, ele tem avaliado suas opções para continuar no futebol europeu.

Entretanto, o Corinthians já obteve o retorno dos representantes de Cavani com a garantia de que o jogador não descarta atuar no Brasil a partir do próximo ano.

Devido ao apoio que terá de um parceiro, o Corinthians acredita que terá condições de ofertar à Cavani um salário que satisfaça o centroavante.

A sinalização de Cavani só deve chegar em janeiro. O Corinthians sabe disso, também entende que a chance de uma recusa não é pequena, mas segue acreditando que pode dar certo e, por isso, tem aceitado esperar, até mesmo porque a janela de transferências no Velho Continente só vai abrir no início do ano.

Paralelamente a isso, o clube mantém conversas abertas com agendes de Luis Suárez, outro uruguaio, mas este jogador do Atlético de Madrid, com quem também tem contrato até junho e com chance real de uma rescisão acontecer ao fim deste ano.

Os próximos dias devem ser de monitoramento e busca por qualquer avanço. Os dois jogadores são tratados de maneira especial pelo Corinthians, apesar do plano de trazer Cavani ser avaliado como “o menos difícil e mais adiantado”.

 

O post Corinthians vê Cavani “menos difícil” que Suárez, e topa esperar até janeiro apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.