A Seleção Brasileira terminou o ano no segundo lugar lugar do ranking da Fifa, com 1826.35 pontos, atrás apenas da Bélgica, que pelo quarto ano consecutivo encerrou a temporada na liderança, com 1828.45. A França, em terceiro, completa o pódio de 2021 com 1786.15 pontos.

O Canadá (40º) teve a maior evolução do ano, colhendo 130,32 pontos nos últimos doze meses. A jornada até as semifinais da Copa Ouro de 2021 e os bons resultados alcançados nas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar, em 2022, foram decisivas para que o país subisse na classificação.

Itália (6º) e Argentina (5º), campeões da Eurocopa e da Copa América, também aumentaram consideravelmente suas pontuações neste ano (+115,77 e +108,51 pontos, respectivamente).

O mesmo pode ser dito dos Estados Unidos (11º) que obtiveram mais 103,51 pontos e da Inglaterra (4º) com mais 85,52. O Guiné Equatorial (114º)  ganhou 59,78 pontos, tendo a maior ascensão entre os países africanos, enquanto a Arábia Saudita (51º), com mais 81,71, é a seleção asiática que fez mais progrediu em 2021.

Em decorrência da pandemia do vírus covid-19, houveram 352 partidas entre seleções em 2020. Desde 1987, quando eram 323, nunca ocorreram tão poucos jogos em um ano. Em 2021, porém, as equipes participaram de 1.116 partidas, um recorde.

Confira os dez primeiro colocados do ranking da Fifa em 2021:

1 – Bélgica (1828.45)

2 – Brasil (1826.35)

3 – França (1786.15)

4 – Inglaterra (1755.52)

5 – Argentina (1755.52)

6 – Itália (1740.77)

7 – Espanha (1704.75)

8 – Portugal (1660.25)

9 – Dinamarca (1654.54)

10 – Holanda (1653.73)

O post Atrás da Bélgica, Brasil termina ano no segundo lugar do ranking da Fifa; veja classificação apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.