O presidente da Premier League, Gary Hoffman, vai deixar o cargo no final de janeiro devido à reação hostil dos clubes à compra do Newcastle por um fundo de investimento público saudita.

Hoffman, que está no cargo há apenas 19 meses, foi alvo de várias críticas dos clubes locais após a decisão de autorizar este fundo de investimento, presidido pelo príncipe herdeiro saudita Mohammed ben Salman, a assumir o controle do Newcastle há um mês.
A liga inglesa afirmou ter recebido garantias legais de que o estado saudita não teria o controle do clube.

Dezoito clubes da primeira divisão, exceto Newcastle e Manchester City, apoiaram uma moção para proibir o projeto por enquanto.

Uma força-tarefa formada por representantes de oito equipes da Premier League está trabalhando em novas regras com o objetivo de evitar que os clubes cheguem a acordos com empresas ligadas a seus proprietários. O texto deve ser apresentado, em princípio, no final de novembro.

“Foi um privilégio liderar a Premier League nas últimas duas temporadas. Agora decidi que era hora de me aposentar para permitir que novos líderes possam comandar a liga em sua emocionante próxima fase”, declarou Hoffman.

O post Presidente da Premier League vai deixar o cargo após polêmica aquisição do Newcastle apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.