O Manchester United confirmou nesta quinta-feira que Cristiano Ronaldo vestirá a camisa 7 em sua volta ao clube após 12 anos. Apesar do português ter se destacado com número, que adotou como marca, existia uma dúvida se seria possível utilizá-lo no retorno ao time inglês. A Premier League, no entanto, abriu uma exceção especial ao atacante.

No regulamento do Campeonato Inglês, não é permitida a troca de numeração de um jogador após sua inscrição. Antes da contratação de Cristiano Ronaldo, Cavani era o 7. A liga que organiza a competição aceitou, pela primeira vez, a mudança. Agora, o uruguaio usará a camisa 21, mesma que utiliza na seleção.

Ao site do United, Cristiano agradeceu o companheiro por aceitar ceder a icônica camisa.

“Não tinha certeza se seria possível usar o número 7 na camisa de novo. Então, gostaria de agradecer muito a você, Edi, por este incrível gesto”, disse.

O número 7 é um dos mais importantes na história do Manchester United. George Best, Bryan Robson, Eric Cantona e David Beckham marcaram época com a camisa, além do próprio Cristiano Ronaldo.

Em suas seis primeiras temporadas nos Diabos Vermelhos, entre 2003 e 2009, Cristiano marcou 118 gols em 292 jogos e conquistou nove troféus, incluindo três Campeonatos Ingleses e uma Liga dos Campeões.

O post Manchester United confirma Cristiano Ronaldo com a camisa 7; Cavani fica com a 21 apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.