Mesmo aos 36 anos de idade, Cristiano Ronaldo segue quebrando recordes. Nesta quarta-feira, o eleito cinco vezes melhor jogador do mundo marcou os dois gols de Portugal na vitória de virada por 2 a 1 sobre a Irlanda, pelas Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo, superou o iraniano Ali Daei e se isolou como o maior artilheiro da história por seleções.

Com os dois tentos, Cristiano Ronaldo chegou a 111 gols por Portugal em 180 jogos, abrindo dois de vantagem para Ali Daei, que anotou 109 em 149 partidas pelo Irã.

A quebra do recorde, no entanto, foi dramática. Ainda no primeiro tempo, o novo atacante do Manchester United teve a chance de abrir o placar em cobrança de pênalti, mas parou no goleiro Bazunu. Para piorar, a Irlanda saiu na frente com John Egan, pouco antes do intervalo.

Nos minutos finais da partida, Cristiano Ronaldo mostrou porque é uma verdadeira máquina de gols. Aos 43 da segunda etapa, o camisa 7 aproveitou cruzamento da direita de Gonçalo Guedes, subiu mais que a defesa adversária e cabeceou firme no canto esquerdo de Bazunu. Aos 50, novo cruzamento da direita, dessa vez de João Mário, e nova cabeçada forte para rede.

Agora, o atacante vai atrás de outro recorde por Portugal: o de mais partidas por uma seleção. Atualmente, o egípcio Ahmed Hassan, com 184 jogos, detém a marca.

Além de maior artilheiro por seleções, Cristiano Ronaldo também é o o maior goleador da história do Real Madrid (450 gols), da Liga dos Campeões (134 gols) e da Eurocopa, (14 gols).

O post Cristiano Ronaldo bate recorde de iraniano e se isola como maior artilheiro por seleções apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.