O técnico português José Peseiro pediu demissão do comando da Seleção Venezuelana alegando atrasos no pagamento de seu salário, a poucos da disputa de três jogos pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, informou a federação de futebol do país.

“Ontem [quinta-feira] recebemos uma carta do diretor-técnico rescindindo seu contrato”, disse o presidente da Federação Venezuelana de Futebol (FVF), Jorge Giménez.

“Conversamos com ele à noite, e tentamos convencê-lo que era muito difícil para nós entender aquela posição […] de aceitá-la porque temos uma rodada tripla” pelas Eliminatórias, contra a Argentina, em 2 de setembro, em casa. O time nacional também enfrentará Peru e Paraguai como visitante, nos dias 5 e 9, respectivamente.

Peseiro assumiu o cargo no lugar de Rafael Dudamel em fevereiro de 2020, que deixou a função após problemas com a direção da FVF. Pouco depois, veio a pandemia de covid-19, que interrompeu as competições.

À frente da equipe, o treinador português somou uma vitória, seis derrotas e três empates. O nome de seu substituto ainda não foi anunciado.

Entre as dez seleções que disputam as Eliminatórias, a Venezuela ocupa a nona posição na tabela, com uma vitória, um empate e quatro derrotas.

A Seleção Venezuelana é a única equipe sul-americana que nunca se classificou para uma Copa do Mundo.

O post Sem receber, técnico da Seleção Venezuelana pede demissão apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.